GAMBCODES

QUADRINHOS IMUNDOS

ARTIFICIAL LIFE 2078
by HOMERO OLIVEIRA
 

Essa série de quadrinhos apresentará um mundo triste,  cinza,  sem amor,  sujo e  artificial.  Um mundo  que tenta se  reorganizar após a falência dos sistemas tradicionais de controle. Um mundo que  afundou no  próprio lixo  e  que esgotou  quase todos os recursos naturais como paramécios numa gota de água suja.

    Após cagadas políticas, hecatombes de guerras ideológicas, consumo desenfreado de drogas narcotizantes que transformaram as massas em dependentes crônicos de substâncias quimicas, destruição dos valores tradicionais e da família,criação de novos hábitos workholics,  cagadas de manipulação genética,mal uso de energia nuclear e a chegada de entidades biológicas não humanas, temos o mundo de ARTIFICIAL LIFE. Qualquer semelhança com o mundo real é apenas cinismo!

PUBLICAÇÕES: https://gambcodes.com/2015/07/15/comics/

Segue a listagem e apresentação de alguns personagens:

IMG_1385 QRULI: Qruli é um cidadão da classe P1 (deslocador de corpos físicos); mora no distrito 451 de Low Carb Land; é viciado em açúcar (os governantes de Artificial Life proíbem o consumo de açúcar mas permitem o consumo de Bricks (um mix de substâncias químicas e entorpecentes manipulados, distribuídos e controlados pelo Governo) pois a população inteira é dependente química. Qruli mora com uma entidade biológica extraterreste (EBE21). 

Qruli acorda todos os dias de manhã para mover de um lugar para o outro imensas pilhas de entulho (restos das antigas construções do século XXI que foram destruídas por guerras, cataclismas e chuvas de meteoritos.

Sempre está com seu cachimbo abastecido com um Brick e sempre arruma um jeito de conseguir um pouco de açúcar escondido, mesmo correndo o risco de ser severamente punido pelas forças do governo que patrulham os distritos e usam da violência para barbarizar tudo e todos.  

rolavoadora

A PICA VOADORA: é quase uma lenda urbana no distrito de Low Carb Land; muitos pensam que se trata de um pênis voador, mas na verdade, é apenas uma águia velha que perdeu o bico e parte das penas devido à forte radiação do ambiente (radiação proveniente tanto do lixo núclear e resíduos da última guerra do século XXI quanto do Cosmos pois a atmosfera atual, está bem fina e cheia de buracos).

Pica-Voadora tem 80 anos e vive se lamentando dos velhos tempos em que tinha bico, penas e aterrorizava os pardais e pombos que no momento estão extintos.

É alimentada por Qruli que sempre deixa algumas migalhas de ração humana em cima de sua casa.  

    

 


scatmannTHE SCATMANN: The Scatmann mora ao lado de Qruli mas é um cidadão de classe P3 (deslocador de idéias); é apenas um burocrata do departamento de Análise de Conteúdo Ideático (análise de tudo o que é escrito ou gravado sonoramente nos aparelhos de comunicação de Low Carb Land); é viciado em SCAT e fica doidão quando participa das festinhas de Qruli; adora lamber chão de banheiros, enfiar a cara em cestos de lixo cheios de papel higiênico usados; lambe absorventes; secretamente cheira os assentos de seu departamento; consome bricks que possuem muito álcool etílico e derivados “inofensivos” da lendária cocaína (somente o governo pode cultivar e refinar as folhas de coca); apesar do jeito monossilábico de se expressar, quase mudo, Scatmann é um poeta do mais alto nível e quando fica inspirado, escreve seus poemas nas paredes dos banheiros em que faz scat.    

IMG_1386

OUSADIA: é apenas um molecote que ainda não obteve uma classe: até os 18 anos os habitantes de Low Carb Land ficam com o status de CASULO sendo avaliados em suas habilidades e características mentais/comportamentais para que depois da avaliação do Governo, sejam direcionados para as respectivas classes de trabalhadores e suas atividades. Habitantes no modo CASULO são protegidos e sustentados por todos: podem até MATAR outros habitantes que não são punidos ;  Ousadia passa uns dias com Qruli, outros dias com Tito e outros moradores do distrito. Usa sua camiseta estampada com o nome “FUNK” e participa ativamente dos “funkernations” que são atividades supervisionadas pelo governo que visam “a dissolução das energias retrógradas e barbaras” da psique dos jovens no modo CASULO: a molecada nos funkernations dançam funk carioca e consomem Bricks compostos de estimulantes no começo, inibidores de testosterona no meio  e calmantes entorpecentes no final: em um ambiente controlado, esterilizado e seguro dançam e fazem sexo  até a exaustão…

style=”display:block” data-ad-client=”ca-pub-8979688887161938″ data-ad-slot=”4332158000″ data-ad-format=”auto”>

Comments

comments

Categories:   Uncategorized

Comments