GAMBCODES

TROLLS E FALTA DE EDUCAÇÃO NA WEB

Nós que utilizamos a internet para a divulgação de ideias, projetos ou simplesmente, ficarmos conectado com amigos e parentes do mundo real e virtual, pelo menos alguma vez já nos deparamos com os famosos TROLLS de internet…

Troll de internet é aquele sujeito que usando o anonimato e distância, utiliza de agressões verbais ou críticas destrutivas sobre publicações e postagens alheias.

Muitas vezes, na vida real, o Troll é apenas aquela pacata pessoa (o famoso TETINHA de escritório) que usa a internet (redes sociais, fóruns de debate e sites com campos de comentários abertos) para fazer a catarse da violência primitiva, numa tentativa desesperada de purgar suas frustrações de homem moderno.troll

O sujeito Troll vira um verdadeiro “RAMBO DOS TECLADOS” (expressão conhecida de quem frequenta fóruns de debates e a blogosfera) disparando com sua mente pequena, comentários e opiniões carregadas de ódios, preconceitos, complexos doentios de inferioridade ou superioridade…

Os Trolls gostam de atenção e posam de intelectuais: adoram desviar o foco da discussão ou o assunto do que foi postado no artigo, debocham, tiram sarro, zoam sem dó mas IGNORAM muita coisa: com essa atitude, além de mostrar que sofrem de problemas de afetividade e caráter, ainda mostram o quanto desprezam o TRABALHO dos outros que escrevem na WEB: quem publica TEXTOS na WEB seja por sites pessoais, redes sociais ou fóruns de discussão, sabe o quanto é trabalhoso e difícil escrever textos úteis para as outras pessoas.

Nós que amamos escrever, COMPARTILHAMOS informações com o mundo em busca de novos pontos de vistas, mas o TROLL, ignora que por trás de um texto ou post da internet, tem alguém que se esforçou para dar o seu melhor para o mundo, compartilhado GRATUITAMENTE e livre de egoísmos o texto ou informações que julgamos úteis e interessantes.

Quem utiliza um site próprio sabe o quanto custa manter na WEB as páginas, o registro do nome do site e publicidade paga de divulgação e raramente cobramos algum preço pelos textos e trabalhos criados e divulgados.

Por exemplo, nosso site gambcodes.com: apesar da publicidade nas páginas, é RARO ganhar algum dinheiro mensalmente que ultrapasse a casa dos centavos ou das duas dezenas mesmo com vários acessos na página e não estamos preocupados com isso: fazemos o site por prazer e como somos apaixonados pelo que fazemos gostamos de compartilhar nossas ideias e trabalhos com o mundo: eu (Homero) e Walfrido somos ligados em computação e programação e o Bruno que desenha na página http://gambcodes.com/2015/07/15/comics/ contribuí com sua arte para que a página não seja tão árida tratando apenas de assuntos de tecnologia, códigos e computação.

Acredito nisso: se você não gostou do que leu ou do que viu, apenas IGNORE e seja feliz, mas se acredita que tem um ponto de vista diferente, então comente CIVILIZADAMENTE, pois assim podemos contrapontear e comparar as diferenças gerando um debate produtivo ou melhor: criar novas ideias! Sim! Todo mundo tem o direito de opinar, debater, discutir, detestar, odiar, amar ou querer a não divulgação  do texto e seus autores, mas: tenha respeito pelo trabalho dos outros, não utilize a WEB para vomitar aquilo que você tem de pior como pessoa, todos nós temos nossas frustrações e fraquezas, mas expor assim tanto ódio e veneno no mundo virtual apenas mostra o quanto a pessoa está desajustada ao mundo moderno da DIVERSIDADE e COMPARTILHAMENTO de idéias e conhecimentos.  Homero Henrique de Oliveira 2015       

Comments

comments

Categories:   cibercultura, FILOSOFIA, FILOSOFIA E TECNOLOGIA

Comments