GAMBCODES

Hello World!

 

hello-world1

Dentre tantas místicas da programação temos a maldição do “Hello World”, nunca acreditei em tais disparates, mas para não quebrar esta tradição, cá estou eu dando meu “olá mundo!”.

Irei compartilhar aqui, entre outras tantas coisas, histórias hilárias (ou não) sobre o exaustivo e completamente louco mundo do desenvolvimento de softwares. Tuestudante de ciência da computação e áreas derivadas, sonhador em torna-se um programador, onde na sua ilusão de que passará horas e dias apenas a programar em frente a um computador, engana-se! Muito de nós da área de TI esquece-se de um fator crucial: o usuário. Eu no meu pouco tempo que tenho como programador, sim! só tenho 24 anos e trabalho como programador jr. há um ano!, perdi complemente a mística sobre o ato de programar. Programar é muitas vezes pesar em várias vertentes ao mesmo tempo; descobrir (não me pergunte como!) como o usuário pensa, o que ele almeja com aquilo tudo, e acredite, na maioria das vezes o que ele quer e o que se deve ser feito são coisas completamente diferentes. Pessoas quase em sua totalidade não sabem o que quer e quando sabem não conseguem explicar. Para se poder desenvolver e necessário um certo filtro contra asneiras de usuários. Há casos que a preocupação no projeto  é sobre algo tão ínfimo e banal que é necessário certa força de vontade para não cair no riso. Entender o que outros querem, suas necessidades e etc. não é algo nada fácil de se fazer. Programação é uma área que requer conhecimento de outros locais completamente distintos; ao programar deve-se ter a mente aberta para novos conhecimentos, que na maioria das vezes não terão qualquer relação a sua. Então digo-lhe:  o mundo é mundo mais do que aulas de Estrutura de Dados; então prepare-se ou seja engolido por ele.

Comments

comments

Categories:   Uncategorized

Comments

Sorry, comments are closed for this item.